segunda-feira, 12 de julho de 2010

Copa do Mundo FIFA 2010 - Final






E mais uma Copa do Mundo chega ao final, sim, agora é a hora da tristeza, acabou o evento que faz o mundo parar.
Holanda e Espanha, o último jogo da primeira copa realizada em solo africano. A partida começou com duas seleções diferentes, não diferentes na formação tática, mas sim no modo de jogar, a Espanha não conseguia dar seus passes sempre precisos, e a Holanda não conseguia encaixar seus fatais contra-ataques, o que restou foi um jogo violento, com 13 cartões amarelos e um vermelho. O jogo enfim foi feio, somado a violência dos jogadores houve uma arbitragem confusa e ruim e muitas chances de gols perdidas.
Tantas foram as chances perdidas que nenhuma das duas seleções conseguiu marcar gol no tempo regular e a partida, portanto, foi para a prorrogação. A etapa extra continuou com o mesmo panorama das duas primeiras etapas, dois times perdendo muitos gols. Somente aos dez minutos do segundo tempo da prorrogação foi que veio o gol, depois de uma troca de passes em uma jogada iniciada por Jesus Navas a bola chega aos pés de Fabregas, que deu uma assistência para Iniesta chutar cruzado e fazer história. 1 a 0 e Espanha campeã do mundo e Holanda vice pela terceira vez.

Essa Copa do Mundo foi a copa das particularidades e das surpresas: foi a primeira copa realizada em solo africano; uma nova seleção foi campeã; a primeira final na história que nem o Brasil, nem a Alemanha, nem a Itália, nem a Argentina participou; que o melhor jogador foi um que praticamente ninguém falava dele antes da copa; que teve a segunda pior média de gols; que a final foi entre duas seleções que jamais tinham ganhado uma copa e a mais violenta da história etc.
Quem diria que as poderosas Itália e França seriam eliminadas na primeira fase?
Quem não se admirou com o novo futebol alemão (que apesar de não ter ido pra final mostrou que é uma forte seleção)?
Quem não ficou triste com a eliminação do Brasil? E feliz com a eliminação da Argentina?
Essa também foi a copa das infalíveis previsões do Polvo Paul, das ensurdecedoras vuvuzelas, da polêmica Jabulani, e principalmente da Alegria do povo Africano.
Enfim, a Copa do Mundo FIFA 2010 foi uma copa para entrar na história e jamais ser esquecida.

Melhor jogador (Bola de Ouro): Diego Fórlan do Uruguai
Melhor Goleiro: Iker Casillas da Espanha
Artilheiro (Chuteira de Ouro): Thomas Müller da Alemanha
Revelação: Thomas Müller da Alemanha
Clique aqui e confira a seleção dos piores desta copa.


Comentarista Oficial de Esportes: Wedson Kleydir


Siga o nosso vlogueiro oficial Kaio Oliveira no twitter:  http://twitter.com/_kaiooliveira 
Dicas?Escreva nos comentários ou envie para: cacarecoblog@yahoo.com.br 

Nenhum comentário:

Postar um comentário